[ao vivo] john mayer trio está de volta

john

confesso que quando li a notícia que john mayer voltaria com o trio fiquei numa baita expectativa de ver a melhor fase de um dos meus músicos favoritos de volta.

o álbum ainda não saiu, mas, cinco anos depois da última aparição do grupo de jazz  na tv, eles se apresentaram no programa late night with seth meyers com o clássico after midnigh, de jj cale.

é difícil definir o estilo do mayer, já que a cada disco ele muda completamente. não só o som, mas ele por completo. parece que a cada trabalho é feito por um lado diferente dele. pop, jazz, pop, country, jazz… cabelo curto, cabelo longo, terninho, folk-hippie… mulheres, dissabores da vida, mulheres, reflexões…

voltando ao trio, definitivamente gostei da apresentação carregada de solos (principalmente o de guitarra, a partir de 3min) e não posso deixar de citar que senti uma influência forte do som do phillip phillips nos primeiros minutos de voz do john mayer… vai ver a turnê juntos influenciou na volta desse trabalho aí.

Advertisements

[voz] jack savoretti

Imagem

hoje entrei no spotify, como de praxe, para ouvir minhas playlists e no cantinho da tela apareceu “se você ouviu jonh mayer, você vai gostar de jack savoretti”.

batata! dei o play.

e surpreendentemente amei a música. amei a voz. amei o estilo.

ouvi o disco quase todo, me apaixonei pela primeira faixa not wothy. e quando assisti ao clipe de breaking the rules, me dei conta que eu não me encantava assim com uma voz desde que conheci o excelente ray lamontagne.

quase um ano depois do meu último post, precisava vim aqui compartilhar isso. 🙂

ouçam! folk é vida!

[achados] noah

nossa! eu não tinha me dado conta de que fazia tanto tempo que eu não postava aqui. mas, para mim, o que importa é postar coisas com conteúdo e que, realmente, valham a pena. e, apesar de ter ouvido muita coisa ao longo desse tempo que não passo pro aqui, só agora senti vontade de voltar a compartilhar certas bacanisses musicais!

hoje estava vendo um vídeo qualquer no youtube quando me deparei com o vídeo desse gordinho simpático, chamado noah, que sugeria um cover da música “sexy and i know it” do lmfao. como eu já conhecia a ousadia e humor da canção original senti curiosidade em ouvir o rapaz de óculos geek. e eis a surpresa: um blues que pra ficar mais fantástico só se viesse acompanhado de uma boa gaita.

cascavilhando o canal do moleque, encontrei mais um cover que, quem curte mumford & sons não pode deixar de ouvir a versão que ele fez ‘white blank page‘.

pra encerrar, o rapaz cantando a nova e excelente canção do john mayer – shadow days!

nem parece que o cara tem só 18 anos, não?

quem curtiu e quer saber mais sobre ele, seguem os links:

no facebook: http://www.facebook.com/only1noah

no twitter: https://twitter.com/#!/only1noah

no youtube: http://www.youtube.com/user/only1noah?feature=watch

[música] counting stars – cas haley

eu não fazia idéia de que fazia tanto tempo que eu não postava aqui no blog e como tem muita gente que ainda visita. mas como diz o ditado “antes tarde do que nunca”.

bom, quem me fez voltar a postar aqui foi o simpático cas haley, um texano que conquistou minha playlist uns meses atrás.

talvez, você, de primeira vista (e escuta), pense que ele não passa de um jason mraz mais gordinho e com muito talento. mas eu vou além… haley participou da segunda temporada do american got talent surpreendendo a todos os jurados e a quem mais assistisse cantando ‘walking on the moon‘ um dos clássicos do sting. e foi depois de ver esse vídeo no youtube que decidi baixar o cd completo do rapaz.

só no primeiro acorde do violão o cara mostra que o lugar dele é nos palcos, quando abre a boca então… não restam mais dúvidas.

apesar de cantar cheio trejeitos que me incomodam, assim como o john mayer, sabe? todas aquelas caras e bocas. o cas me lembrou muito o bob marley e me fez pensar que ele é um dos grandes nomes do reggae atualmente, um dos que fazem jus ao real estilo de reggae jamaicano. não precisa muito… um violão, umas congas, gogó e música na veia.

ouçam e me digam que tal?!

[cover] neon – john mayer x tiago iorc

já falei aqui que curto covers, né? uma outra coisa que curto é som acústico.

e aqui vai um cover acústico, mas não como dica. agora vou criticar um pouco.

acredito que você conheça o john mayer. eu, particularmente, admiro bastante o som do cara. ele tem ótimos solos de violão e guitarra, letras envolventes e já foi trilha tanto de novelas brasileiras quanto de grandes filmes, como ‘antes de partir’ (bucket list). a única coisa que não curto muito nele, além da fama de bad boy é as caras e bocas que ele faz enquanto canta. me pergunto o por que daquilo tudo, sabe?

recentemente, dois ou três anos, apareceu um jovem brasileiro, com o mesmo estilo de música, timbre de voz, pegada no violão… de cara, gostei! claro, como eu já gostava do som do mayer, gostei do tiago iorc. mas indo a fundo e ouvindo mais canções, me veio a dúvida: é pura coincidência ou o tiago iorc quer ser o john mayer brasileiro?!

talento os dois tem, isso é explícito! contudo, porém e todavia, imitar os artistas que te influenciam é uma péssima idéia.

vejam os vídeos e me digam, afinal, qual é mesmo a diferença entre @tiago_iorc e @johncmayer cantando?